Petrobras anuncia os resultados do 4º Trimestre de 2018

Foi anunciado hoje, 28 de fevereiro, os resultados do 4º Trimestre de 2018 da Petrobras por meio de um webcast que contou com a participação do presidente da empresa, Roberto Castello Branco, e os diretores das áreas Financeira e de Exploração e Produção, Rafael Salvador Grisolia e Carlos Alberto Pereira de Oliveira, respectivamente.

Os grandes destaques positivos ressaltados na apresentação foram:

  • Fluxo de caixa livre atingindo o recorde de R$ 54,6 bilhões, positivo pelo quarto ano seguido;
  • Lucro Líquido contábil de R$ 25,8 bilhões, configurando o melhor desempenho desde 2011;
  • Redução da TAR (taxa de acidentados registráveis por milhão de homens-hora) para 1,1, atingindo a meta estabelecida;
  • Recuperação dos preços das ações, com o retorno aos acionistas alcançando o valor de R$ 7,1 bilhões;
  • Redução do endividamento total da empresa de US$ 126,3 bilhões, em 2015, para US$ 84,4 bilhões em 2018 e atingimento da meta de redução da Dívida Líquida.

Além dos positivos resultados financeiros, Castello Branco também destacou o potencial de crescimento da produção da empresa, estagnada nos últimos anos, com a introdução de seis novos sistemas de produção: cinco no pré-sal na Bacia de Santos (P-67, P-74, P-75, P-76 e P-69) e um na Bacia de Campos (FPSO Cidade de Campos dos Goytacazes). A isso, soma-se o crescimento, em 9% da produção do Pré-sal.

Outros pontos positivos apontados pelos executivos da empresa foram a redução do custo de extração do pré-sal para abaixo de US$ 7/boe, a retomada dos investimentos exploratórios para US$ 1,4 bilhão em 2019, e o aumento das reservas da Petrobras com as novas descobertas no pré-sal das Bacias de Campos e Santos.

A Bacia de Campos também foi um ponto de destaque na exposição dos resultados, com as novas descobertas no Campo de Marlim e a Declaração de Comercialidade do Campo de Sudoeste de Tartaruga Verde. A Bacia também tem vivenciado, em alguns campos de exploração, o processo de revitalização com foco na longevidade e o descomissionamento.

Quanto ao futuro da empresa, Castello Branco afirmou que apesar dos bons resultados, os melhores dias da empresa ainda estão no futuro. Para tal, afirmou ser necessário manter o foco no desinvestimento e na redução de custos, de forma a maximizar o valor para os acionistas. O presidente também destacou a intensificação da digitalização, do uso de data analytics e inteligência artificial para o aumento da produtividade da Petrobras.

Fonte: Petrobras

By | 2019-02-28T12:56:50+00:00 28 de fevereiro de 2019|Categories: Notícias|0 Comments

Leave A Comment